19 de dezembro de 2013

Alegre o tempo inteiro?

Eu fico quieta porque eu já conheço a dança. Eu odeio perceber isso, odeio de verdade, mas eu preciso fazer o maior esforço para não me convencer que aquilo que julgo melhor pra mim, não é o melhor porra nenhuma, sou só eu fugindo, sou só eu com medo, sendo fraca, eu sendo eu.

E sabe, eu não quero mostrar essa parte minha, não quero mostrar que sou medrosa, que sou imatura, que eu piro. Não quero.

Eu quero ser segura, ser feliz, ser sensacional, quero ser otimista, quero ser sorridente. E eu consigo isso, eu sinto que posso ser isso na maior parte do tempo, mas assim como o Wander Wildner canta, eu também não consigo ser alegre o tempo inteiro, eu não consigo.

Desculpa.

2 comentários:

Gabi T. disse...

nem precisa. :)

Deh disse...

Somos duas. Só que eu ando enxergando o mundo as coisas a vida com um filtro tenebroso e mórbido e não tá muito fácio, tá me atrapalhando demais demais. :(

Mas então aproveito o momento de solidariedade (pq independente do filtro horrível meu estado natural é também não estar alegre o tempo todo) para retribuir a fofura (num é breguice não! <3) e vir aqui te dar um beijo, torcendo pra que seu fim de ano seja perfeito e pra que 2014 seja brilhante limpinho cheiroso! :*