19 de junho de 2011

Tudo bem com você?

Eu só queria responder "tô bem sim" realmente estando, porque cansei de fingir, cansei de sorrir meio de lado e falar que tá tudo bem. Não tá, sabe? Eu já não lembro mais quando foi a vez que realmente estive bem, eu simplesmente não lembro. Isso não é horrível? Eu acho.

Queria que ficar bem fosse algo simples, fácil, leve, mas não é. Eu faço uma força homérica e o máximo que consigo é mentir para meia dúzia de pessoas e me sentir 'okay'. Eu me esforço, juro. Venho tentando todo dia, mas não tá rolando. Nada me anima e eu sinto que algo aqui dentro tá errado, tá quebrado, sei lá, estragado. Porque eu não fui sempre assim, eu não nasci com esse vazio, não quero acreditar que isso é traço da minha personalidade, afinal, que tipo de pessoa eu seria se fosse assim? Acho que tenho medo de pensar nisso.


2 comentários:

Milena disse...

e todos esses ciclos pelos quais passamos ainda vão nos dizer bastante sobre quem somos e como reagimos. mas hoje, hoje nós ainda não somos capazes de percebê-los por inteiro. isso só vem depois, bem depois que eles se vão. e as vezes, por comodismo ou demência, nem percebemos que eles se foram.
abrir os olhos, pensar diferente, desejar o novo, sorrir, se apaixonar todo dia por uma pessoa nova, reclamar menos, se encantar mais, são coisas que se a gente não praticar todo santo dia acaba esquecendo. e talvez essas sejam as coisas que não lembraremos outra vez, não deve ser como andar de bicicleta. eu acho,

Isadora disse...

Também adoraria responder que sim, tudo bem, pra quem me perguntasse.

Especialmente quando "alguém" fosse eu mesma.