27 de fevereiro de 2009

Tenha dó*

Não me fale de nós dois, não preciso mais saber...

Eu tento não pensar e ignorar, mas não consigo. Cheguei a conclusão que posso aceitar, mas não consigo conviver. Não dá. Meus limites são outros. Eu posso deixar tudo pra trás e construir um castelo novo com você, mas não vou reformar o antigo. Ele já durou o tempo necessário.

Meu amor, não sou tão só assim...

Eu gosto de ser sozinha, mas não quero ficar assim. Por opção quero companhia, então já que você não me quer, não me prenda. Não faça do amor que eu sinto minha prisão. Por muito tempo meu amor foi minha felicidade, mas agora ele é minha tristeza. É por conta dele que sofro, é por culpa dele que choro e é por ter tido esse amor, que eu sinto que não posso mais viver sem ele. É torturante, mas um dia vai passar, vai sim.


E finalmente quando a superação vier e o mundo mudar, você me diz:

Que me ama, que sem mim você não vive

Que foi apenas um deslize, que você preza pelo meu amor...

Mas sabe...

Tempo voa e quando vê já foi...

E perdemos por medo de errar.

*Inspirado na música Tenha Dó, Los Hermanos

Um comentário:

Janaina disse...

Nossa... adorei.
Palavras que tocam... palavras sinceras... desabafo!!!